sábado, 2 de abril de 2011

Importância do contato íon - raiz no manejo e absorção dos nutrientes pelas plantas

Caros Alunos,

Lembrem-se que suas respostas devem ser fundamentadas em material didático que possuam  referências, e asmesmas devem ser citadas ao final.

É muito importante a compreensão pessoal na postagem.

54 comentários:

  1. Segundo ROSOLEM et al (2003),a absorção de nutrientes(estando estes em solução aquosa) pela planta se dá através do contato íon-raíz, em diferentes formas(fluxo de massa,interceptação radicular e difusão). Tais formas possuem diferentes "ritmos" de velocidade do movimento dos íons em solução à raíz da planta,sendo o fluxo de massa associado ao potencial hídrico e à transpiração vegetal(Marschner, 1995);já a difusão, segundo Barber (1984) é causada pelo movimento ao acaso dos íons em direção à raiz,de acordo com o gradiente de concentração gerado na superfície radicular pelo processo de absorção; e a interceptação radicular deve ser desconsiderada
    por não haver possibilidade de trocas diretas entre as partículas do solo e as raízes da planta, havendo necessidade de um meio líquido Ruiz et al.(1999) .

    Ref. Bibliográfica :
    C. A. ROSOLEM et al.,MORFOLOGIA RADICULAR E SUPRIMENTO DE
    POTÁSSIO ÀS RAÍZES DE MILHETO DE ACORDO
    COM A DISPONIBILIDADE DE ÁGUA E POTÁSSIO.Revista Brasileira de Ciência do Solo, 2003.

    ResponderExcluir
  2. De acordo com a literatura consultada, também concordo que o sistema radicular das plantas é um órgão vital que possui as funções básicas de sustentação, reserva e absorção de água e nutrientes. Com isso vão existir também funções específicas em determinadas espécies de plantas superiores, tais como os fungos micorrízicos e bactérias fixadoras de nitrogênio, porque fazendo isso vai melhorar nas plantas a nutrição por minerais e nutrientes em geral; respiração; parasitismo; e reserva de nutrientes. No caso mesmo das plantas forrageiras que a parte aérea está sendo periodicamente removida pelo pastejo, e existe uma estreita interdependência entre nutrição vegetal e o sistema radicular.

    Fonte:
    SISTEMA RADICULAR DE PLANTAS FORRAGEIRAS - A PARTE ESQUECIDA DAS PASTAGENS –
    Prof. Danilo Gusmão de Quadros; NEPPA - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Produção Animal - UNEB -Universidade do Estado da Bahia. Campus IX – Faculdade de Engenharia Agronômica.
    Disponível em : www.neppa.uneb.br/textos/.../sistema_radicular_forrageiras.doc
    Acessado em: 07/04/2011,às 13:31 h

    ResponderExcluir
  3. Se formos analisar de forma geral o contato íon-raiz é de forma simples e fácil entendimento,pois quanto mais rico o solo em nutrientes melhor será absorção do nutriente pelas raiz,promovendo assim seu desenvolvimento radicular,e se esperando desse sistema radicular que ele seja maior e mais profundo,fundamental para pronta absorção de nutrientes e alta produtividade das culturas.
    Segundo BARBER,1995, a ciência estudo e identificou as três maneiras com que os nutrientes na solução do solo entram em contato com as raízes das plantas:interceptação radicular,fluxo de massa e por difusão. Onde a interceptação radicular vai contabilizar os nutrientes que estão em contato com as raízes em crescimento;o fluxo de massa irá consisti no transporte de nutrientes com o fluxo de água(solução do solo)até a superfície das raízes em função da transpiração;e difusão é movimento do nutriente de um ponto mais concentrado para um ponto menos concentrado,através da água e por causa da absorção de nutrientes cria-se um gradiente de concentração na solução do solo próximo a superfície das raízes.

    REFERÊNCIA:
    MELHORIA NA EFICIÊNCIA DA ADUBAÇÃO
    APROVEITANDO AS INTERAÇÕES
    ENTRE OS NUTRIENTES.YAMADA,T.INFORMAÇÕES AGRONÔMICAS No 100 – DEZEMBRO/2002

    ResponderExcluir
  4. Como relata EPSTEIN e BLOOM,(2006). a absorção dos nutrientes pelas plantas é um processo ativo, que
    requer energia para acumular os elementos essenciais nos tecidos da
    planta acima das concentrações encontradas na solução do solo . O transporte dos íons através da membrana plasmática é baseado em uma liberação dos prótons que resulta em diferença de gradiente de
    concentração gerando os potencias químicos e
    eletroquímicos, fazendo com que os nutrientes, através dos canais iônicos, carreadores e proteínas específicas sejam transportados para o interior
    das plantas.

    BIBLIOGRAFIA:

    DINÂMICA DE NUTRIENTES NA CANA-DE-AÇÚCAR EM SISTEMA IRRIGADO DE PRODUÇÃO.Parte da Dissertação apresentada à Universidade Federal Rural de Pernambuco.RECIFE,PERNAMBUCO - BRASIL .JANEIRO - 2008.

    ResponderExcluir
  5. Eu também concordo com ROSOLEM et al (2003) que o sistema radicular das plantas é um órgão vital que possui as funções básicas de sustentação, reserva e absorção de água e nutrientes. Com isso vai existem também funções específicas em determinadas espécies de plantas superiores, tais como os fungos micorrízicos e bactérias fixadoras de nitrogênio, porque fazendo isso vai melhorar nas plantas a nutrição dos mineral; respiração; parasitismo; e reserva de nutrientes.
    No caso mesmo das plantas forrageiras que a parte aérea esta sendo periodicamente removida pelo pastejo certo e existe uma estreita interdependência entre essa parte e o sistema radicular.

    Fonte:
    SISTEMA RADICULAR DE PLANTAS FORRAGEIRAS
    - A PARTE ESQUECIDA DAS PASTAGENS -
    Autor:
    Prof. Danilo Gusmão de Quadros
    NEPPA - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Produção Animal - UNEB -Universidade do Estado da Bahia. Campus IX – Faculdade de Engenharia Agronômica.
    E-mail: www.neppa.uneb.br E-mail: uneb_neppa@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Para que ocorra a absorção dos nutrientes pelas plantas, estes devem estar na solução do solo e serem transportados até à superfície da raiz ou se encontrarem na rota de crescimento das raízes. Diferentes mecanismos, como fluxo de massa, difusão e intercepção radicular, são responsáveis pelo contato íon-raiz. No qual as plantas absorvem os nutrientes do solo para todo as suas funções vitais!

    REFERÊCIA:
    Morfologia radicular e suprimento de potássio às raízes de milheto de acordo com a disponibilidade de água e potássio.Rev. Bras. Ciênc. Solo vol.27 no.5 Viçosa Sept./Oct. 2003.

    ResponderExcluir
  7. De fato, os três processos( interceptação radicular,difusão e fluxo de massa) são de importância ímpar para o suprimento nutricional das plantas, contuddo devemos considerar que para a absorçao do íon potássio (K), a interceptação radicular não é dita como suficientemente caapz(ou de baixo potencial),uma vez que a mesma (apesar das controvérsias literárias)depende diretamente de um meio líquido para que haja a absorção do íon K, por não haver trocas diretas entre o partículas do solo e o sistema radicular das plantas. De tal modo,é aconselhável desconsiderar a interceptação radicular.

    Fonte :
    C. A. ROSOLEM et al.,MORFOLOGIA RADICULAR E SUPRIMENTO DE
    POTÁSSIO ÀS RAÍZES DE MILHETO DE ACORDO
    COM A DISPONIBILIDADE DE ÁGUA E POTÁSSIO.Revista Brasileira de Ciência do Solo, 2003.

    ResponderExcluir
  8. Alem do mas as plantas possuem algumas caracteristicas ondem vai promover maior ou menor absorção como por exemplo uma dessas caracteristicas é a seletividade fazendo com que certos ions nutrientes sejam absorvidos ou naum,e segundo C.A.ROSOLEM os processos a cima sitados como a intercepção radicular,difusão e o Fluxo de massa vão proporcionar a planta o suprimento de nutrientes como potásio entre outros fazendo com que o sistema radicular se desenvolva de diferentes formas em diversas culturas.


    referencia:
    ROSOLEM et al.,MORFOLOGIA RADICULAR E SUPRIMENTO DE POTÁSSIO ÀS RAÍZES.

    ResponderExcluir
  9. Concordo que os três processos (interceptação radicular, fluxo de massa e difusão) sejam de bastante importância. Porem se a difusão depende da água no solo, isso implica que, para cada tipo de solo existe uma maneira de absorção. Assim dificultando ou facilitando o desenvolvimento dos vegetais, como por exemplo: em solos arenosos, com maior capacidade de armazenamento, mostrarão velocidade maior na difusão. Dependendo também da cultura e do seu sistema radicular podendo influenciar nos períodos críticos com a falta de água.

    REFERÊNCIA:
    Nutrição de plantas 2006 – Cap. 3 (Absorção,Transporte e redistribuição)

    ResponderExcluir
  10. Caros alunos como podem observar não há problema algum no blog para realizar as postagens...

    Lembrem-se vocês devem estar logados em seu blog pessoal para realizar os comentários...

    Prof. Emídio

    ResponderExcluir
  11. Caros Alunos,

    Peço que não coloquem abreviações de sites de bate papo no Fórum de debate. Como sebemos trata-se de um material didático de aprendizagem.

    O aluno responsável pelo blog "critérios de solo", por favor colocar seu nome.

    ResponderExcluir
  12. Caros Alunos,

    Tomem cuidado para não confundir os processos de contato ion-raiz dos determinados na absorção dos nutrientes.

    Todos concordam que a interceptação radicular deve ser desconsiderada?

    Os solos arenosos possuem maior capacidade de armazenamento?

    Após descrito o conceito do tema abordado, os demais comentários não devem repetir o que já foi dito, mas sim, adicionar novas ideias sobres o tema e a sua percepção sobre o que foi postado pelos demais colegas, como bem fez a EDINE.

    Para as próximas postagens, adicionar resultados de trabalhos científicos que validem o que foi discutido até o momento.

    Bom trabalho a todos

    Prof. Emídio Oliveira

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Apesar dos processos de absorção serem de suma importância no contato íons-raiz também se deve levar em consideração as alterações sofridas pelo solo,que podem causar mudanças negativas na absorção dos nutrientes.Como por exemplo a compactação que pode limitar o crescimento das raízes comprometendo assim a absorção de água e de nutrientes.

    Referência:
    INFLUÊNCIA DAS PROPRIEDADES FÍSICAS. DO SOLO SOBRE A NUTRIÇÃO DE PLANTAS. Eng.° Agr.° D. Sc. Marcelo Alessandro Araujo.

    ResponderExcluir
  15. Realmente as formas de contato íon-raíz ocorrem de três formas:
    1-Difusão
    2-Fluxo de massa
    3-Intercepitação radicular;

    Como postei no meu primeiro comentário.são FORMAS DE ABSORÇÃO PELAS PLANTAS,diferente de contato íon-raíz!Corrijo portanto a afirmação!!

    ResponderExcluir
  16. Concordo com os meus colegas quando relatam que a absorção de nutrientes da solução para a raiz e feita por: interceptação radicular,fluxo de massa e difusão.Mais sabendo que a interceptação radicular tem que ser considerada pois o crescimento da raiz vai levá-la ao encontro do elemento.Sabendo também que o solo argiloso tem maior capacidade de retenção de água e nutrientes ,podendo, portanto, suprir com maior quantidade do nutriente por difusão.Já por fluxo de massa, a quantidade suprida será diferente ,pois a concentração do nutriente na solução vai depender da fertilidade do solo.
    Ex: No Brasil com seus solos muito intemperizados “solos tropicais” ou seja acidez elevada e baixa fertilidade, vai influenciar e muito no contato íon-raiz

    ResponderExcluir
  17. Referência:Sociedade Brasileira de Ciência do Solo

    ResponderExcluir
  18. Felipe: o que relatei,foi que segundo ROSOLEM(2003) a interceptação tem forte impacto,sim!Porém, para que a , mesma ocorra, o solo deve conter água.Mas é fato que não cheguei a FAZER DESCONSIDERAÇÕES A RESPEITO DO MECANISMO, e sim,colocá-lo como um processo de "MENOR CAPACIDADE" já que a água se faz necessária, e não INSATISFATÓRIO.Desde já paço desculpas a quem meu comentário promoveu conmfusão;creio não ter sido clara o suficiente.


    Fonte:
    C. A. ROSOLEM et al.,MORFOLOGIA RADICULAR E SUPRIMENTO DE
    POTÁSSIO ÀS RAÍZES DE MILHETO DE ACORDO
    COM A DISPONIBILIDADE DE ÁGUA E POTÁSSIO.Revista Brasileira de Ciência do Solo, 2003.

    ResponderExcluir
  19. Fertilidade do Solo(ou Emídio): já me referi à sua primeira indagação no comentário anterior, e a respeito da segunda pergunta, não sou de acordo que os solos arenosos tenham maior capacidade de armazenamento não, uma vez que suas partículas possuem granulometria maior que as de solos argilosos, por exemplo, e por conta disso, sua capacidade de retenção de água é menor já que há menor resistência do solo em relação à penetração,havendo mais espeços entre partículas para que a água( e com a mesma os nutrientes contidos nela)lixivie com maior velocidade/facilidade.

    Referência:
    ALBUQUERQUE,J. A ; SANGOI,L. & ENDER,M.
    EFEITOS DA INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA
    NAS PROPRIEDADES FÍSICAS DO SOLO E
    CARACTERÍSTICAS DA CULTURA DO MILHO.
    R. Bras. Ci. Solo, 25:717-723, 2001

    ResponderExcluir
  20. Assim como a Myrelly não concordo que os solos arenosos possuam maior capacidade de armazenamento mas pelo contrario são solos de estrutura e fertilidade pobre, de baixa capacidade de absorção de agua e pouca materia organica conseguentimente são sujeito a erosão.



    Referencia:
    sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/

    ResponderExcluir
  21. O processo de interceptação radicular só ocorre quando o solo oferece as condições necessárias de acessibilidade (como textura,umidade,ph e nutrientes) para que as raízes possam crescer e chegar até o nutriente.Desta forma algumas práticas agrícolas que possibilitam o crescimento das raízes como a irrigação,calagem profunda e adição de matéria orgância possibilitam a ocorrência da interceptação radicular.

    Referência:
    Enciclopédia agrícola brasileira: I-M
    Por Aristeu Mendes Peixoto,Francisco Ferraz de Toledo

    ResponderExcluir
  22. Dentre os três processos de absorção de nutrientes, o fluxo de massa tem uma participação maior que os demais. Onde sua absorção é maior no N, Mg, S, Ca e dos demais micro,exceto pelo Mn.O Ca que tem uma das principais funções é na estrutura da planta,como um integrante da parede celular.Sua carência afeta particularmente o desenvolvimento da raiz.Se a raiz é a “porta de entrada” de nutrientes, quanto maior, mais nutrientes e conseqüentemente um melhor desenvolvimento.Um caso curioso é o algodão, que substitui parcialmente o Na por Ca para o desenvolvimento imposto pela raiz.

    REFERÊNCIA:
    Nutrição de Plantas – Renato de Melo – UNESP-
    Nutrição de plantas 2006 – Cap. 3 (Absorção,Transporte e redistribuição)

    ResponderExcluir
  23. Como citado posteriormente os tipos de transporte de contato ion-raiz (fluxo de massa, interceptação radicular e difusão), algumas funçõés das raízes é o Suporte mecânico, Absorção, transporte de água, Assimilação e transporte de nutrientes e Reservas, mais para que ocorra essas interações é preciso que a planta seja seletiva, e o que faz com que ocorra essa seletividade é a membrana plasmática que vai leva os ions até o citoplasma da célula das raízes, podendo ocorrer na epiderme, córtex ou endoderme,que vai representa a parte estrutural e funcional por onde a planta controla a entrada e a saída dos diversos solutos.

    REFERÊNCIA:
    -As funções da raiz Marcos Buckeridge Departamento de Botânica Laboratório de Fisiologia EcológicaIB-USP
    -UNIDADE IV – NUTRIÇÃO MINERAL DE PLANTAS: ABSORÇÃO DE ÍON

    ResponderExcluir
  24. É inevitável citar o tipos de transportes de contato ion-raiz, como todos os colegas expõem anteriormente, são o três( fluxo de massa, interceptação radicular e difusão). Todos exercem o papel de carregar nutrientes até as plantas, cada um com o seu próprio mecânismo.
    É expressiva a forma e a velocida distintas apresentada em cada elemento na difusão, função básica do seu grau de interação com as forças atrativas ou repulsivas no solo.
    EX: O Nitrato é muito móvel em função da repulsão que sofre com respeito as cargas do solo, ja o potássio, é absorvido ao solo por forças eletrovalentes, mais fracas que a ligação do fosfato, que é absorvido por forças covalentes, sendo assim, o K é mais móvel que o P no solo.

    REFERÊNCIA:
    Química da Agricultura
    web.ccead.puc-rio.br/condigital/mvsl/.../SL_quimica_na_agricultura.pdf

    ResponderExcluir
  25. Concordando com a última postagem, e também como já visto anteriormente pelos colegas, este contato íon-raíz é de fundamental importância, em relação a nutrição mineral das plantas.
    Estes nutrientes que são absorvidos pelas raízes podem ocorrer de três formas: por intercepção radicular, sendo esta através do contato direto da raíz, ou de contato direto das hifas com o nutriente; também na forma de fluxo de massa, ou seja entrada de água na planta; já na forma de difusão, onde há uma área mais concentrada para uma menos concentrada, este fluxo se torna maior. Sendo que cada elemento tem uma velocidade de difusão.

    REFERÊNCIA:Química na agricultura, importância do contato íon-raíz, por Daniel Vidal Péres.
    http://web.ccead.puc-rio.br

    ResponderExcluir
  26. Podemos observar que a raíz absorve tanto água quanto íons. Esta absorção de íons é muito importante para a nutrição mineral das plantas.
    Nota-se também que nem todas as partes das raízes são tão eficientes nessa absorção.Sendo a zona pilífera a de maior absorção, estando presente apenas em raízes novas, secundárias e seminais ou nodais.
    Levando em concideração que a velocidade de difusão irá diminuir se houver aumento de distância, difundindo os elementos próximos das raízes até elas, onde estes entraram em depleção. Com isso concluimos que, para uma boa absorção de nutrientes se faz necessário o crescimento radicular contínuo do vegetal.

    REFERÊNCIA: http://www.fcav.unesp.br/download/deptos/biologia/durvalina/TEXTO-01.pdf

    ResponderExcluir
  27. Um fator externo muito importante que a afeta a absorção IÔNICA são os fatores:
    - ANTAGONISMO: È a presença de um íon que vai diminui a absorção de outro cuja toxidez é eliminada ou diminuída (ex.: Ca2+ / Cu2+).
    - INIBIÇÂO: A presença de um íon diminui a absorção de outro elemento. (ex.: K diminui Ca e Mg acontece em banana e algodão).
    - SINERGISMO: A presença de um íon aumenta a absorção de outro (ex.:H2PO4- /Mg2+).
    OBS: Uma planta saturada em íons absorverá menos que outra que tenha poucos íons.

    Referência:
    Dr. Volnei Pauletti. 2º ETAPA DO CURSO EM TECNOCLOGIA DE PRODUÇÃO, TRANSFORMAÇÃO E MERCADO DE MORANGO (28, 29 e 30/ 10/2008. São José dos Pinhais.: NUTRIÇÃO DE PLANTAS.
    Departamento de Solos e Engenharia Agrícola
    vpauletti@ufpr.br

    ResponderExcluir
  28. Não podemos esquecer que a disponibilidade de água e de sumula importância pois o transporte de nutrientes para a absorção tem como veiculo a água,esses elementos a serem transportados e absorvidos deverão estar na solução do solo em suas formas iônicas,para que o veiculo possa atuar.
    A baixa disponibilidade de água pode acarretar deficiência nutricional.
    Referência:
    Sociedade Brasileira da Ciência do Solo

    ResponderExcluir
  29. Quando o Al encontrado na solução do solo por conta da acidez “PH baixo” ,chegando a ser transportado,absorvido podendo trazer problemas de toxidez para a planta. Mais quando precipitado pela calagem já não entra mais na solução, não sendo portanto transportado e conseqüentemente não e absorvido pela planta.

    ResponderExcluir
  30. Referencia:Sociedade Brasileira da Ciência do Solo

    ResponderExcluir
  31. Concordando com meu colega Podendo também ver a parte da calagem e acidez do solo, no caso da Chuva ácida a emissão de óxidos de enxofre e de nitrogênio por refinarias de petróleo, termoelétricas, siderurgias e outras fontes poluidoras da atmosfera resulta na chuva ácida, representando mais um processo de acidificação dos solos. Esses óxidos carreados para o solo pela chuva sofrem oxidação formando ácidos fortes. Planta: no processo de absorção de nutrientes a planta pode alterar o pH do solo através da liberação de H+ ou OH , em função do balanço entre a absorção de cátions e ânions, dado a necessidade do balanço eletroquímico tanto no citoplasma das células da raiz quanto na solução do solo. A maior influência na relação de absorção entre cátions e ânions é exercida pelo nitrogênio, que é grandemente absorvido e o único que pode ser absorvido na forma catiônica ou aniônica. Uma maior absorção da forma nítrica causa uma elevação do pH da solução, enquanto que a maior absorção da forma amoniacal resulta no abaixamento do pH.

    ResponderExcluir
  32. desculpa esquece da fonte, esta ai!!

    Fonte: Acidez e Calagem - reaçao do solo
    UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA Departamento de Solos e Engenharia Rural - UFMT

    ResponderExcluir
  33. Podendo falar também alem dos comentários anteriores os efeito das raízes que tende a ser mais importante ao redor do solo alcalino (PH), ou melhor, as raízes tendem a criar um microambiente de pH na sua vizinhança(rizosfera), o qual pode diferir em muito do pH do solo adjacente. Efeitos prejudiciais da acidez do solo(causas do pouco crescimento das plantas em solos ácidos e alcalinos) O crescimento da maioria das plantas é drasticamente reduzido, tanto sob acidez quanto alcalinidade excessivas. Em qualquer uma das condições, normalmente, são várias as causas da baixa produção vegetal.



    Fonte: Acidez e Calagem - reaçao do solo
    UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA Departamento de Solos e Engenharia Rural - UFMT

    ResponderExcluir
  34. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  35. Como ja sitados os mecanismos de transporte de nutrientes para as raizes no solo. A Difusão ocorre devido a um gradiente de concentração e o transporte de ions em direção a superficie radicular, e sabe-se que o transporte de potassio ocorre atraves da difusão com a interação do fluxo de massa caso na solução do solo, o Potassio se encotre em elevadas concentrações. As culturas possuem exigências diferentes,como por exeplo o algodoeiro que possuem exigência de Potassio para melhorar a qualidade da fibra e a produtividade e também é levando em conta o tipo do solo e sua fertilidade,sua condição de umidade,e a forma que a cultura recebe intensidade luminosa.Como dito o transporte de Potassio se da por difução,consequentimente ha necessidade de água no solo, e caso o solo esteja seco proporciona a diminuição de nutrientes assim causando a deficiencia na absorção pelas raizes.

    Referencia:
    IMPORTÂNCIA DO FLUXO DE MASSA E DIFUSÃO NO
    SUPRIMENTO DE POTÁSSIO AO ALGODOEIRO COMO
    VARIÁVEL DE ÁGUA E POTÁSSIO NO SOLO.

    ResponderExcluir
  36. Como relatam os meus colegas, os meios de absorção(fluxo de massa, difusão e interceptação radicular) são de fundamental importância para a nutrição das plantas,que por sua vez retiram do solo os nutrientes, para realizar suas funções metabólicas. Porem quando os ions Al e H estão presente balanceados nos coloides e na solução, acidificam o meio, tornando-se tóxicos às plantas, que não conseguem absorver os nutrientes.

    Referncia
    Acidez e calagem
    Universidade Federal do Mato Grosso, curso de Agronomia.

    ResponderExcluir
  37. Caros Alunos,

    Percebi que alguns comentários estão relacionados com absorção dos nutrientes pelos vegetais sem fazer referência com a forma de movimentação do íon até a raiz das plantas. Citarei alguns exemplos para direcionar a discussão.

    Com base nas três formas citadas de contato íons-raiz, quais nutrientes são afetados em solos secos e com baixa disponibilidade do nutriente. Porque?

    Como deve ser aplicado os nutrientes (a lanço ou em área total ou localizado) a partir do movimento dos mesmos no solo. Porque?

    Existe diferença dessa forma de aplicação com base na textura do solo? Porque?

    Bom trabalho!

    ResponderExcluir
  38. No manejo de aplicação de fertilizantes no solo deve ocorrer de forma mais correta possivel e vise a eficiência, como no caso da utilização dos fertilizantes nitrogenados tem que se observar vários fatores que vai proporcionar eficiencia e melhor manejo do solo como por exemplo: a disponibilidade do local,os nutrientes,as condições do solo(textura,umidade,Ph e etc.) e as condições da cultura,como o ciclo,variedade e a eficiencia metabolica.E também saber de que forma é o solo se é de textura arenosa ou solo argiloso com alta ou baixa CTC pra ver como será feita o processo de adubação.


    referencia:
    Manejo de Fertilizantes e Corretivos Agrícolas.

    ResponderExcluir
  39. Para que os vegetais tenham uma absorção é necessário que tenha o principal componente que é a água. É onde os processos de absorção vão atuar. Em solos com stress hídrico o desenvolvimento das plantas é diretamente afetado. Pra que haja a absorção de nutrientes,é necessário a água onde todos os processos são totalmente dependente da mesma.Visivelmente os solos podem aparentar secos porem pode conter água em poucas quantidades,se esse vegetal passar do ponto de mucha permanente, ai sim seria difícil a absorção e conseqüentemente levando o vegetal a morte.

    REFERÊNCIA:
    Nutrição de Plantas – Renato de Melo – UNESP-
    Fertilidade do solo-Roberto Ferreira Novais-1°Ed-2007

    ResponderExcluir
  40. É de forma relativa a escolha da aplicação de nutrientes em determinados solos e culturas.
    Distribuição a lanço: o fertilizante é inserido uniformemente sobre o solo. Esse tipo de processo é normalmente ultilizado antes do plantio. Pois no caso da uréia, a qual após ser aplicada ao solo, passa pela reação de hidrólise, liberando amônia-NH3 , onde poderá ser perdida por volatização.
    É recomendável a aplicação em periodos de temperaturas baixas ou irrigar a cultura imediatamente após a incorporação do mesmo, para evitar maiores perdas.

    Referências Bibliográficas

    BALASTREIRE, L.A.; COELHO, J.L.D. Aplicação mecanizada de fertilizantes e corretivos. 2.ed. São Paulo: ANDA, 2000. 51p (Boletim Técnico, 7) BARBER, S.A. Soil nutrient bioavailability. 2.ed. New York: [s.n.] 1995. 414p. COELHO, F.S.; VERLENGIA, F. Fertilidade do Campineiro de Ensino Agrícola, 1973. 384p. solo.

    ResponderExcluir
  41. Considerando a Distribuição Localizada:
    Método de distribuição o qual o adubo é inserido em áreas próximas as raízes ao longo das faixas de cultivos, considerando-se as posições relativas da semente e do fertilizante.
    Ultilizado normalmente quando deseja aplicar pequenas quantidades de adubo.
    Temos que o suprimento de nutrientes as plantas jovens é mais eficiente que o método de DISTRIBUIÇÃO A LANÇO( o qual citei anteriormente), acelerando o crescimento das plantas e as tornando resistentes a doenças e pragas, aumentando assim a sua rentabilidade.

    Referências Bibliográficas

    MALAVOLTA, E. ABC da adubação. 5.ed. São Paulo: Ceres, 1989a. 304p. MALAVOLTA, E. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicação. Piracicaba: Potafos, 1989b. 201p. ROSOLEM, C.A. Problemas em nutrição mineral, calagem e adubação do algodoeiro: Informações Agronômicas, n.95, p.10-17, 2001. SILVA. N.M. Nutrição mineral e adubação do algodoeiro no Brasil. In: CIA, E.; FREIRE, E.C.; SANTOS, J.W. dos, eds. Cultura do algodoeiro. Piracicaba: Potafos, 1999. p.57-92.

    ResponderExcluir
  42. Li alguns trabalhos nos quais a interceptação radicular já não é mencionada.
    Além de citar os mecanismos de absorção dos nutrientes pelas plantas, é interessante relacioná-los com os principais elementos. No fluxo de massa ocorre a aquisição de N, S, Mg e Ca; por difusão: P e K e por interceptação radicular: apenas o Ca. Seja qual for o mecanismo, precisamos destacar a importância do sistema radicular do vegetal, sobretudo dos pêlos radiculares que são responsáveis pela absorção quando em contato com o íon.

    FERRI.M.G. Absorção e transporte de íons: nutrição mineral em fisiologia vegetal.
    V.1. São Paulo: ed. USP, 1977. P. 77 - 33.

    ResponderExcluir
  43. A molécula da água, consiste em dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio. Para à água afeta os processos fisiológicos e, portanto, o crescimento e o desenvolvimento das plantas, sendo essencial para a estrutura das moléculas biológicas e, portanto para as células, tecidos é organismos como um todo.
    O Brasil é detentor de um montante de 12% da água superficial do planeta, no entanto, isso não significa dispensar cuidados mediantes à preservação dos recursos hídricos.

    Fonte:Parâmetros que devem ser observados no manejo de irrigação.

    ResponderExcluir
  44. Como também podem dizer que a qualidade da água em irrigação é um dos fatores mais importantes e devem ser levados em consideração no projeto de irrigação, onde, pequenas quantidades de solutos na água de irrigação podem transformar lentamente uma área fértil em solo salino de baixa produtividade. Estes fatores tornam importantes no manejo racional da água na agricultura é isto implica em um cuidado especial com a qualidade da água. para que se possa fazer correta interpretação da qualidade da água em irrigação, os parâmetros analisados devem estar relacionados com seus efeitos no solo, na planta é no manejo da irrigação, os quais serão necessários para controlar ou compensar os problemas relacionados com a qualidade da água.


    Fonte:Parâmetros que devem ser observados no manejo de irrigação.

    ResponderExcluir
  45. o suprimento de nutrientes para as plantas implica não apenas seu conteúdo nos solos mas também seu transporte até à superfície das raízes para serem absorvidos. Portanto, solos compactados ,deficientes em água ,poderão ser férteis e as plantas neles cultivadas apresentam deficiência nutricional por falta de transporte dos nutrientes até às raízes.

    ResponderExcluir
  46. 1- Dependendo do nutriente de suas interações com o solo, dois mecanismos distintos são responsáveis pelo seu transporte no solo:Fluxo de massa e Difusão. Além desses dois mecanismos de transporte ,há um terceiro pelo qual a planta tem acesso ao nutriente. Este processo é denominado Interceptação Radicular, à medida que a planta cresce no solo, a raiz encontra , ao longo da trajetória que podem ser então absorvidos.

    ResponderExcluir
  47. Falando de interceptação radicular, observa-se que a medida que a raíz cresce no solo, ele absorve os nutrientes que, inicialmente, se encontra no trajeto de seu crescimento. Com o tempo, há um decréscimo da concentração desses elementos junto à superfície das raízes, à medida que eles vão sendo absorvidos, criando-se um gradiente de concentração entre esta região e aquela mais distante da raiz. Para que novo suprimento chegue à superfície de absorção , torna-se necessário seu transporte até esse ponto, transporte que tem com veiculo a água.

    ResponderExcluir
  48. 2- A quantidade de nutrientes interceptados é aquela encontrada em um volume de solo igual ao volume de raiz. Assim, a contribuição desse processo na qualidade total de nutrientes absorvidos pela planta é variável com o elemento e suas interações (ligações) com o solo e, evidentemente , com a quantidade de raízes por unidade de volume de solo, ou densidade de raiz.

    ResponderExcluir
  49. O fluxo de massa (FM) é consequência da existência de um potencial de água no solo maior do que aquele junto à raiz. Esta diferença de potencial que causa o movimento de massa da água em direção à raiz, arrastando nela os íons que se encontram em solução, é causado pela transpiração da planta.

    ResponderExcluir
  50. O P é um elemento que pode exemplificar o tipo de interceptação de raízes, enquanto cresce, a raiz intercepta o P que se encontra na sua trajetória . O crescimento da raiz causa a exploração de novas regiões do solo ainda não submetidas à absorção de nutrientes, portanto mais rica que as anteriormente interceptadas.

    ResponderExcluir
  51. Para aqueles elementos , como P e Zn, que se encontram fortemente adsorvidos ao solo e , portanto , com baixo teor na solução, a difusão torna-se o mecanismo de transporte responsável por quase totalidade absorvida destes elementos. Este tipo de transporte quando a adsorção é superior à chegada do elemento à superfície da raiz criando-se, assim, um gradiente de concentração que proporciona a difusão dos nutrientes.

    ResponderExcluir
  52. Um exemplo de Fluxo de massa é observado no cultivo de soja onde o volume de água transpirado durante o ciclo da cultura multiplicado pelo teor de P na solução dá a contribuição potencialmente esperada desse mecanismo de transporte.

    ResponderExcluir
  53. Pelo que se viu, para que o P chegue às raízes de uma planta, por difusão é necessário que o solo seja mais rico em P-disponível, para que haja gradiente maior entre o que há na solução do solo e junto à raiz. O fluxo por difusão aumenta esse gradiente; será maior também com o aumento do teor de água do solo, por ser este o meio através do qual a difusão ocorre.

    ResponderExcluir